sábado, 20 de outubro de 2018

Aeroporto Digital – Londrina recebe Prêmio internacional em Londres


Desde 2004, o programa de Prêmios apresentado pelo Bentley Institute tem reconhecido mais de 3.000 dos projetos de infraestrutura mais ilustres do mundo. Aberto a todos os usuários de softwares da Bentley, é um programa global único e abrangente em categorias, englobando todos os tipos de projetos de infraestrutura de todo o mundo. Este ano, 420 projetos foram inscritos para a premiação, sendo o projeto "Aeroporto Digital - Londrina" da INFRAERO o único finalista da América Latina.

Entre todos os participantes candidatos ao prêmio, a INFRAERO, este ano, foi contemplada como vencedora do Prêmio de Reconhecimento Especial. Este prêmio é escolhido em uma lista curta de finalistas, por um restrito e seleto grupo de jurados especialistas e convalidado pelos executivos da Bentley, que escolhem apenas aquele projeto que os impressiona positivamente como exemplo. Ainda, ressalta-se que além de ser o único projeto da América Latina é também a primeira vez que uma empresa 100% pública no Brasil foi escolhida.

O Year in Infrastructure 2018 Conference, realizado de 15 a 18 de outubro em Londres, foi concluído com a cerimônia de gala e cerimônia do Year in Infrastructure 2018, onde os vencedores da competição deste ano foram anunciados.

Um fórum global para o setor de infraestrutura

Apresentado pelo Bentley Institute, o Year in Infrastructure Conference é um encontro global de executivos líderes no mundo do projeto, construção e operações de infraestrutura com foco nas melhores práticas e tecnologias para o uso digital. A conferência é globalmente reconhecida como o principal fórum para abordar as prioridades e oportunidades atuais que afetam o setor de infraestrutura. Os participantes ouvem os líderes de pensamento do setor, participam de fóruns e discussões e aprendem sobre tecnologias e práticas recomendadas que moldarão o futuro da entrega e das operações de infraestrutura.

A conferência incluiu em torno de 70 palestrantes e mais de 50 sessões informativas, com palestras dos principais especialistas da indústria, workshops interativos, fóruns, debates e demonstrações de produtos. A conferência incluiu ainda a seleção e anúncio dos vencedores do Year in Infrastructure 2018 Awards da Bentley, que homenageou os extraordinários projetos de infraestrutura de usuários de softwares da Bentley de todo o mundo.

Um aeroporto digital

O projeto Aeroporto Digital - Londrina consistirá na construção de modelo digital 3D do Aeroporto de Londrina, no estado do Paraná, região sul do Brasil, que poderá ser sincronizado em um sistema inteligente de gerenciamento de infraestrutura e de edificações. Além disso, será um repositório de informações aeroportuárias com fluxos e processos mapeados com a finalidade de facilitar os processos de análises e estudos, permitindo a operacionalidade integrada entre os vários sistemas aeroportuários.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Curso Técnico Executor em Aviação Agrícola

Inscrições abertas para o curso Técnico Executor em Aviação Agrícola.



O curso visa a capacitação de técnicos agrícolas e técnicos agropecuários para a atuação em empresas de aviação agrícola. O profissional, ao final do treinamento, estará tecnicamente capacitado a apoiar e controlar operações aeroagrícolas.

O curso ocorrerá durante os dias 17 a 21 de setembro de 2018 na Volare Escola de Aviação Civil, no Aeroporto 14 Bis (Rodovia Carlos João Strass, S/N, KM11) e será ministrado pelo Engenheiro Agrônomo Marcelo Drescher, Mestre em Fertilidade dos Solos, Especialista em Aviação Agrícola, Ergonomista, Instrutor em cursos de formação de piloto agrícola e autor do Manual de Piloto Agrícola.

Mais informações e inscrições podem ser feitas entrando em contato pelo número: (43) 3398-4343 (Ramal "5" VIMAER), também por aplicativo WhatsApp (43) 9-9680-0075. As dúvidas também podem ser tiradas por e-mail, enviando para: contato@vimaer.com.br, aos cuidados de Fábio Faria.

O investimento do curso será de R$ 1.800,00, as formas de pagamento podem ser acertadas mediante a contato com os números e endereços informados no flyer, acima.

quarta-feira, 25 de julho de 2018

A primeira operação do Boeing 737 MAX 8 em Londrina

"Boeing 737 MAX 8, PR-XMA, sobre a pista deslocada, momentos antes do toque"

No domingo (22/07) veio a Londrina o novíssimo Boeing 737 MAX 8 da GOL Linhas Aéreas Inteligentes, registrado sob matrícula brasileira PR-XMA (Papa Romeo – X-Ray Mike Alfa), com  menos de um mês em operação na frota da GOL.

"Boeing 737 MAX 8, PR-XMA, sendo batizado na posição 02 do pátio principal"

A chegada da aeronave no Aeroporto Governador José Richa (SBLO/LDB) foi muito aguardada pelos entusiastas e profissionais da aviação na cidade e região. Para receber a aeronave, a INFRAERO Aeroportos (Londrina) promoveu um batismo para marcar o início da operação do modelo da aeronave, o batismo ocorreu na entrada da posição de número 2 do pátio principal.

"MAX 8, PR-XMA, tocando a pista 13 pela primeira vez, em Londrina"

Não foram somente os bombeiros e colaboradores da INFRAERO que se mobilizaram durante a recepção da aeronave, as equipes de solo da GOL e InSOLO Handling, os Controladores de Tráfego Aéreo e a tripulação da aeronave, todos estavam a postos para a chegada do PR-XMA, com o devido cuidado para não atrapalhar as operações.

"Equipe de colaboradores da INSOLO"
O batismo é uma tradição na aviação que celebrar algum fato marcante relacionado a um determinado voo.

"Boeing 737 MAX 8, taxiando para a posição de estacionamento"

BOEING 737 E SUAS GERAÇÕES


O projeto Boeing 737 encontra-se em sua terceira geração de aeronaves, o projeto original, datado em 1964, contemplava uma aeronave de curto alcance, médio porte e equipada com motores a jato, para substituir as aeronaves da linha Boeing 727, que era uma aeronave com alto custo operacional para rotas curtas. Após estudos feitos pela Boeing, a empresa viu que o mercado na época necessitava de uma aeronave para 50 a 60 passageiros para rotas de 50 a 1.000 milhas náuticas (100 a 1.600 km), foram então desenvolvidos os primeiros Boeing 737, variante -100 e -200, posteriormente chamados de Boeing 737 Classic.

"Boeing 737-100 Classic"

A era da primeira geração de aeronaves 737 Classic foi um enorme sucesso, a variante “-200”, versão mais comprida da variante -100, rapidamente se tornou popular, conquistando vários operadores e passageiros da época. No Brasil a aeronave ficou bastante famosa, muitos anos depois de sua entrada no mercado o Boeing 737-200 passou a ser conhecido como “breguinha”, tendo feito parte da Força Aérea Brasileira como aeronave de transporte presidencial. A aeronave era equipada com motores turbofan Pratt & Whitney JT8D-1 de baixa proporção by-pass, motores turbofan derivados dos jato-puros bastante poluentes. A primeira modernização veio com as séries (-300/-400/-500) quando as aeronaves ganharam instrumentação digital, novos motores e asas redesenhadas.

"Boeing 737-200 da VASP no solo de Londrina"

A segunda geração Boeing 737 é a geração NG (Next Generation), contempla as variantes -600/-700/-800/-900. O NG teve uma série de inovações, displays digitais em LCD, novos motores CFM56-7, pacote S.F.P. (Short Field Performance) desenvolvido em parceria entre a GOL e a  fabricante Boeing, para que fosse possível a operação da aeronave em pistas curtas como a pista do aeroporto Santos Dumont no Rio e Congonhas em São Paulo.

"Boeing 737-800(WL) NG SFP, na final da pista 13 em Londrina"

CARACTERÍSTICAS DO BOEING 737 MAX 8


Boeing 737 MAX 8, no box 02, sendo reabastecido para o próximo voo"

Custo operacional*:

  • 8% mais baixo por assento em relação ao concorrente;
  • 13% menor por assento em relação à mais eficiente aeronave de corredor único atualmente, a 737 Next Generation.


Consumo de combustível*:

  • 8% mais baixo por assento em relação ao futuro lançamento do concorrente.


Motor:

  • LEAP-1B da CFM International (otimizado para uso no 737).


Primeira Entrega:

  • 2017.


Interior:

  • MAX 7/8/9 Boeing Sky Interior, o preferido dos  passageiros.


Envergadura:

  • MAX 7 33.6 m;
  • MAX 7/8/9 – 35.9 m.


Comprimento:

  • MAX 8 – 39.5 m;
  • MAX –9 42.1 m.


Altura da cauda:

  • MAX 7/8/9 12.5 m.


Velocidade de cruzeiro:

  • MAX 7/8/9 Mach 0,79.


Comparação** entre o peso máximo de decolagem (PDM) e o alcance máximo do 737 Next Generation e do 737 MAX:



PMD (libras) – Alcance (mn) – Assentos em duas classes:


  • 737-700 – 154.500 (70.080 kg) – 3.400 (6.296 km) – 126
  • 737 MAX 7 – 159.500 (72.374 kg) – 3.800 (7.037 km) – 126
  • 737-800 – 174.200 (79.015 kg) – 3.080 (5.704 km) – 162
  • 737 MAX 8 – 181.200 (82.190 kg) – 3.620 (6.704 km) – 162
  • 737-900ER – 187.700 (85.139 kg) – 3.055 (5.657 km) – 180
  • 737 MAX 9 – 194.700 (88.314 kg) – 3.595 (6.657 km) – 180 


GE/SAFRAN CFM LEAP 1B

"CFM LEAP 1B – Motor nº 2 – Asa direita"

A Safran Aircraft Technologies e a General Eletrics (GE), através da união das empresas, a CFM International, desenvolveram combinando as melhores e mais inovadoras tecnologias, uma poderosa usina de força para equipar as novas versões das aeronaves mais bem sucedidas e famosas das fabricantes Airbus e Boeing na atualidade, os modelos da família A320 Neo e B737 MAX 7/8/9.

O motor LEAP 1B foi desenvolvido especialmente para a família Boeing 737 MAX, para substituir os tradicionais motores CFM56, que equiparam todos os modelos segunda geração da família Boeing 737 NG (Next Generation). O motor unifica tecnologias combinadas para oferecer modernidade e alta perfomance. O novo motor oferece uma grande redução no consumo de combustível de 15% em relação ao poderoso motor CFM56, além de contar com uma reduçao de até 50% na emissão de gases poluentes. Oficialmente, o motor LEAP 1B entrou em serviço em maio de 2017.

Características Técnicas:

Equipa os modelos:

  • Boeing 737 MAX 7;
  • Boeing 737 MAX 8;
  • Boeing 737 MAX 9;


Potência máxima (MSL - Nível Médio do Mar):

  • 28.000 lb/f.


By-Pass (Proporção):

  • 9:1.


Diâmetro do Fan:

  • 69 polegadas (1,75 m).


Número Estágios de Fan/Compressor de baixa-pressão/ Compressor de alta-pressão:

  • 1+3+10;


Número de Estágios da turbina de alta-pressão/turbina de baixa-pressão:

  • 2+5;


NOVOS DYSPLAYS NA CABINE DE COMANDO (Flight-Deck)


O Comandante Éder (foto) mostra os novos displays da aeronave, luminosos e intuitivos, os novos displays integram os sistemas da aeronave, substituindo muitos instrumentos analógicos e até mesmo os digitais do modelo da segunda geração, o NG (Next Generation).

737 MAX AT WINGLETS E O DIFERENTE CONE DE CAUDA


As mudanças na nova aeronave da GOL não se limitaram na motorização e no painel, a nova aeronave conta com os novos Max AT Winglets, que até lembram o Split Scimitar Winglets, mas não são os mesmos! Essas "pontas de asas dobradas" servem para reduzir o arrasto da aeronave ao se deslocar pelo ar, o que reduz o consumo de combustível.

O cone de cauda foi redesenhado para aumentar a aerodinâmica na seção traseira da aeronave, também visando a redução de arrasto e a otimização do consumo de combustível.



AGRADECIMENTOS


Agradecemos especialmente ao nosso amigo Wander Silvio Melo Junior, Gerente IV – Gerência de Gestão Operacional e de Segurança Aeroportuária - LOGP da INFRAERO AEROPORTOS (Londrina) pelo convite para acompanhar a chegada e o batismo da aeronave. Ficamos sempre gratos e felizes por mantermos uma ótima amizade com a administração do aeroporto. Agradecemos também a todos que contribuíram para essa experiência, os Controladores de Tráfego Aéreo, colaboradores da GOL e InSOLO Handling, além dos amigos e grande contribuidores do blog TMA Londrina, Anderson de Oliveira e Rafael Theodoro.

domingo, 22 de julho de 2018

Batismo do Boeing 737 MAX 8, confirmado!

Está confirmado o batismo da aeronave Boeing 737 MAX 8 da GOL Linhas Aéreas, que fará sua primeira operação no aeroporto de Londrina no início da tarde de hoje (22/07).



A aeronave, um Boeing 737 MAX 8, matrícula PR-XMA, tem previsão de ficar alocada no Box 02 (Posição 02), bem próxima da Torre de Controle (TWR). Essa posição é desfavorável aos admiradores que estiverem no mirante, no andar superior do aeroporto, o batismo ocorrerá na entrada do pátio das aeronaves. 

Recomendamos o Ponto 01 de Plane Spotting:



  • Ponto 01: Praça da cabeceira 13. Provavelmente o melhor ponto para se registrar a passagem das aeronaves. Como o vento predominante vem de leste a maioria das aproximações acontecem por esse lado. Para fazer o registro de dentro do aeródromo necessita-se ou de uma escada ou de uma camionete. O Sol atrapalha de manhã durante o verão, porém no restante do ano, esse ponto é um dos favoritos entre os fotógrafos.
Confira os demais pontos, em: http://aerolondrina.blogspot.com/p/spotting.html

O Boeing 737 MAX 8 é um modelo de aeronave recém lançada pela Boeing para a família Boeing 737. Esta nova aeronave traz um "pacote" de atualizações, o que impulsionou a família "B737" a modernização e ao futuro da aviação. A aeronave conta com motores totalmente novos, maiores, mais econômicos e silenciosos, novos winglets nas pontas das asas e um cone de cauda remodelado, além da grande mudança no painel da aeronave com a inserção de telas LED, substituindo alguns instrumentos analógicos do antigo painel do Boeing 737 NG, entre outras pequenas mudanças.

O PR-XMA (matrícula da aeronave) chegará cumprindo o voo G3 1106, procedente do Aeroporto de Guarulhos/SP, com pouso previsto as 12h15 da tarde no horário local. Traremos imagens ao vivo da chegada da aeronave, acompanhem também pelo aplicativo FlightRadar24 que pode ser baixado na sua loja de aplicativos.

DICA: Fique atento para não ter problemas com a segurança do aeroporto, respeite os limites, não se pendure em grades/muros, tome cuidado com os arames de proteção e a movimentação suspeita nos arredores do aeroporto.

sábado, 21 de julho de 2018

Boeing 737 MAX 8 da GOL com a primeira operação prevista para ocorrer Domingo (22/07)

O novíssimo Boeing 737 modelo MAX 8, modelo recém lançado pela fabricante, tem previsão para pousar no aeroporto de Londrina amanhã, dia 22 de julho.



A aeronave pousará no Aeroporto Governador José Richa (SBLO) cumprindo o voo GLO/G3 1106 procedente do Aeroporto Governador André Franco Montoro (SBGR - Guarulhos/SP) e tem pouso estimado para ocorrer as 12h15 da tarde! A aeronave decolará de volta para Guarulhos as 12h45 da tarde dominical, cumprindo o voo GLO/G3 1109. Fiquem atentos e de olhos no céu de Londrina.

A INFRAERO (Londrina) nos convidou a acompanhar a chegada da aeronave, ficamos agradecidos e honrados pelo convite, traremos ao vivo as imagens do pouso da aeronave para os nossos seguidores no Facebook.

domingo, 8 de julho de 2018

Caravana Domingo Aéreo 2018 na AFA – TMA Londrina

Portões Abertos Academia da Força Aérea 2018


Nós, da equipe do blog TMA Londrina, iremos prestigiar mais uma vez o evento Portões Abertos (Domingo Aéreo) na Academia da Força Aérea Brasileira na cidade de Pirassununga, no interior do estado de São Paulo. Devido a muitos amigos interessados em ir na viagem, tivemos a ideia de organizar uma Caravana para prestigiar os homens e mulheres da nossa força aérea, além de poder ver mais um grande espetáculo da Esquadrilha da Fumaça (EDA) e diversas outras demonstrações civis e militares. Estamos organizando e cotando empresas devidamente registradas e que disponham de conforto e segurança para levar os viajantes da Caravana, através de um micro-ônibus ou van, dependendo da quantidade de interessados que irão conosco. 



A entrada é mediante a aquisição de ingressos gratuitos, os ingressos devem ser adquiridos por meio de credenciamento gratuito no site do evento. Serão quatro lotes com 15 mil ingressos cada. Vale lembrar que os lotes serão liberados a partir das 11h e encerram-se às 23h59 do dia 15 de agosto, confira:

Atualizado em 08/08/2018 (21h55):
  • 1º Lote – Disponíveis desde: 28 de junho (Esgotado);
  • 2º Lote – Disponíveis a partir de: 05 de julho (Esgotado);
  • 3º Lote – Disponíveis a partir de: 12 de julho (Esgotado);
  • 4º Lote – Disponíveis a partir de: 19 de julho (Ingressos disponíveis).

Acesse o site oficial do evento, leia as regras dos organizadores e tire suas dúvidas no link: 

http://domingoaereo.com.br/perguntas-frequentes

Tenha uma prévia do evento, lendo publicação que nosso editor Fábio publicou sobre o evento em 2017! Confira, em: http://aerolondrina.blogspot.com/2017/08/domingo-aereo-AFA.html

Valores:
Atualizado em 26/07/2018 (22h40):

Para garantir a vaga na viagem, o viajante deverá pagar antecipadamente o valor de R$ 135,00, assim como consta no Regulamento Geral da Caravana. Confira o regulamento para mais detalhes sobre valores, nós reiteramos que não iremos tomar vantagens e/ou lucrar sobre este valor, a quantia paga pelo viajante será exclusivamente para o custo com o transporte.

Inscrições:
Se interessou na Caravana? 

Leia a Regulamentação Geral da Caravana Domingo Aéreo na AFA – TMA Londrina CLIQUE AQUI ou vá direto no link: http://aerolondrina.blogspot.com/p/regulamentacao-caravana-domingo-aereo.html

Acesse o site oficial do evento (Sympla) para obter o seu ingresso gratuito CLIQUE AQUI, ou indo direto no link: : https://www.sympla.com.br/domingo-aereo-afa-2018__201343

Para se inscrever na Caravana Domingo Aéreo 2018 na AFA, CLIQUE AQUI ou acesse direto o link do formulário, em: https://goo.gl/forms/vYGLEtOt7N2e0vru1 (ATENÇÃO: Esse formulário é para a inscrição apenas na Caravana, para ingressar no evento é necessário se inscrever no site oficial do evento).

domingo, 8 de abril de 2018

Raríssimo PP-ZHL, HL-1 de 1940, no SSOK – Aeroporto 14 Bis

No último sábado (07/04), tive a oportunidade de ver e fotografar uma máquina raríssima, único modelo voando no Brasil, montado em 1940 pelo Aeroclube Albatroz. A aeronave é Experimental, o modelo HL-1 de número de série B-6, matrícula PP-ZHL, pertenceu a famosa Varig, mais especificamente a famosa "Escolinha da Varig".

"HL-1, matrícula PP-ZHL, no pátio da Volare Escola de Aviação Civil"

O HL-1, foi, também, fabricado pela CNNA – Companhia Nacional de Navegação Aérea na Ilha do Egenho/RJ. Foi distribuído pelo DAC – Departamento de Aeronáutica Civil para alguns aeroclubes da época, conjuntamente aos famosos Paulistinhas CAP-4.

"Adesivo Varig Brasil Flight Training ostentado no nariz da aeronave"

A célula original do HL-1 é inteiramente fabricada em madeira e tubos, cobertos com telas, originalmente as hélices eram fabricadas pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas em São Paulo/SP e os motores, fabricados pela Continental, contavam com 65 hp (cavalos) em um regime máximo de 2.300 RPM com 4 cilindros horizontais, para transportar até duas pessoas.

"PP-ZHL momentos antes do acionamento e posterior taxi até a cabeceira da pista 10"

Entre 1940 e 1941, foram construídos oito aeronaves HL-1 A durante a meta fixada pelo presidente Getúlio Vargas em formar três mil pilotos civis, que se constituiriam na reserva da Força Aérea. Os modelos HL-1 B, que diferiam dos modelos HL-1 A por possuírem um tanque de combustível menor, com capacidade para 50 litros de combustível, foram encomendadas cerca de 100 unidades pelo DAC, desses, alguns foram exportados para a Argentina, Chile e Uruguai, além da venda para proprietários particulares.

"PP-ZHL, HL-1, decolando da pista 10"

Hoje, só existe apenas o registro formal de apenas uma aeronave HL-1 voando legalmente no Brasil, O PP-ZHL (Papa Papa – Zulu Hotel Lima), que fez uma rápida passagem no SSOK – Aeroporto 14 Bis, no distrito de Warta, em Londrina. 

"HL-1, matrícula PP-ZHL, com 78 anos de idade (construído em 1940) decolando do 14 Bis"

Pilotado por pai e filho, o ZHL decolou em direção ao interior do estado de São Paulo em um voo visual, durante a decolagem ainda nos cumprimentaram acenando.

"Painel do HL-1 – Fotografia feita por Rafael Theodoro, também presente no dia".

"Agradeço a fantástica oportunidade em poder fotografar uma belíssima aeronave de 78 anos de idade, conservada e em perfeito estado".

quarta-feira, 21 de março de 2018

Pedido Especial - Sobre o uso de nossas fotografias


Caros leitores, seguidores e fãs do nosso hobby, viemos através dessa imagem fazer um pedido especial a todos que venham a se interessar por replicar (repostar) alguma de nossas fotografias em suas páginas particulares/públicas.

Nós ficamos muito chateados quando vemos que alguma página/pessoa está usando nossas fotografias e distorcendo o final originalmente destinado a ela. Como todos sabem, a nossa atividade é gratuita e não concordamos que nossas fotografias sejam usadas sem o nosso consentimento para divulgação, venda, ou, simplesmente, “repost” sem manter a qualidade original da fotografia e/ou remoção da marca d’água do quadro. Nós colocamos marca d’águas em nossas fotografias sem o propósito de enaltecer o ego dos nossos administradores e/ou autores das fotos, mas sim divulgar o que fazemos por gosto.

Estamos afastados temporariamente de nossas atividades nas redes sociais em que participamos, porém estamos sempre atentos por onde as nossas fotografias estão circulando. Acreditamos que ao compartilhar a imagem de uma aeronave privada que execute serviço de instrução ou SAE, procuramos sempre divulgar positivamente a imagem do proprietário e/ou operador da aeronave e o autor da foto, sem denegrir ou provocar dano a integridade moral/intelectual da pessoa por trás do objeto fotografado.

Deixamos claro que, caso o operador/proprietário das aeronaves privadas se sintam incomodados/prejudicados/descontentes com a imagem de sua(s) aeronave(s) em nossas páginas, pedimos especialmente, que seja manifestado o pedido via mensagem e/ou comentário diretamente na fotografia em questão. Iremos atender a qualquer pedido de remoção, pois estamos cientes de que o proprietário/operador tem total direito de solicitar essa remoção e nós, o dever de retirar a fotografia o quanto antes.

Nosso intuito, nessa mensagem, é pedir educadamente para que nossa marca d’água seja mantida para quaisquer outros fins que destinem as nossas fotografias.

Agradecemos a atenção de todos!!
Equipe blog TMA Londrina.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Pausa temporária nas publicações


Informamos que, devido a compromissos profissionai diversos de nossa equipe, reduzimos a frequência de publicações em nossas redes. Gostaríamos de lembrar que a fonia continua online 24 horas por dia e que, em breve, voltaremos com a frequência normal de publicações.

Equipe blog Terminal Londrina.

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Contribuição do Leitor - Victor Rocha - Embraer C-97 Brasília da FAB em Londrina

O nosso amigo e contribuidor, Victor Rocha, enviou essas fotografias da visita do Embraer C-97 Brasília da Força Aérea Brasileira que visitou o nosso aeroporto na última terça feira (23). O Brasília seguiu fez uma escala em Londrina e seguiu para Umuarama, confira:

"Embraer C-97 (EMB-120 Brasília) da FAB, taxiando sobre a pista para a cabeceira 31"

"Embraer C-97 (EMB-120 Brasília) da FAB, taxiando sobre a pista para a cabeceira 31"
"Embraer C-97 (EMB-120 Brasília) da FAB, sobre a cabeceira da pista 31"


""Embraer C-97 (EMB-120 Brasília) da FAB, alinhando para decolagem na pista 31"