sexta-feira, 15 de agosto de 2014

História: Treinamento Militar em Londrina!

O que foi pouco noticiado na época - e por este motivo fica difícil de encontrar maiores detalhes - foi um treinamento militar realizado na região Norte do Paraná e Sudoeste de São Paulo. Nos mesmos moldes da atual Cruzex, que atualmente é realizada em Natal-RN, no dia 30 de maio de 1998 Londrina foi selecionada para sediar a maior operação de treinamento militar daquele ano. Três cidades foram selecionadas, se tornando países hipotéticos, chamados de pais VERDE, VERMELHO e AZUL, sendo Londrina a sede desta última cor.
Os caças F-5 postos lado a lado no pátio do Aeroporto de Londrina
O exercício não só contou com a Força Aérea Brasileira mas também com a presença do Exército Brasileiro, deslocando tropas terrestres, afim de fazer a segurança de prédios e pontos estratégicos sobre a cidade. Cada país tentaria invadir o outro, realizando incursões estratégicas com a finalidade de obter maior chance de sucesso na missão. Em Londrina ficaram os algumas aeronaves de bombardeio e em frente deles eram posicionados os F-5.
O país Azul podia ser identificado na cauda do Caça
Segundo relato do Controlador de Tráfego Aéreo em Londrina, Carlos Alberto, que estava presente nos dias do treinamento foi feito uma investida no país Azul. "Na época o país inimigo pegou de surpresa o país Azul. Um caça passou sobre a pista no sentido 31 para 13 e fugiu em direção a Campo Grande. Na hora decolaram os caças de Londrina, que haviam sido pegos de surpresa, só conseguindo alcança-lo já em Campo Grande." relatou.
Possível rota de incursão, outra rota, sobre a estrada do limoeiro também pode ter sido feita
Na época, os militares trouxeram um radar portátil que foi instalado próximo da seção contra incêndio, mas como o caça que investiu sobre o país Azul voava mais baixo, sua assinatura não apareceu na tela do radar, sendo vista apenas quando a aeronave subiu na altura próxima do VOR para atacar a base, tornando impossível qualquer contra medida. 
Aeronave iniciando os motores para decolar em missão de patrulhamento
Agradecimentos: Primeiramente, temos a enorme gratidão pela contribuição do leitor Rodolfo Ricieri pelo excelente conteúdo fotográfico cedido ao Blog TMA Londrina, mantendo a história do aeroporto viva. Gostaríamos de agradecer também ao leitor e amigo Roberto Alexandre e ao Controlador de Tráfego Aéreo Carlos Alberto pelos relatos, tornando a postagem mais rica em detalhes.

Claro, fica aquele gostinho de "quero mais", quem sabe algum dia Londrina não volte a receber esses treinamentos. Seria um evento e tanto para quem gosta de acompanhar a aviação!

2 comentários:

  1. Foi muito legal essa época. Vários F-5 decolando com o afterbunner ligado, com aquela língua de fogo saindo da turbina. Usando o paraquedas para a auxílio na frenagem da aeronave. Ver alguns C-130 Hércules em apoio logístico. O B-757-200 da ATA apareceu para levar pessoal da região para Orlando/Disney. Tem também as perseguições nos céus londrinenses dos F-5 aos AT-26 Xavante, com este lançando suas "bolas-de-fogo" das medidas contra-ofensivas. Foi um pipoco de fogos nos céus de Londrina. Muito bom ter presenciado tudo isso.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Adriano, pela matéria e pelo fantástico resgate histórico.

    Marcelo Lobo da Silva (editor do blog Aviação em Floripa)

    ResponderExcluir